Escrito por Robert Steinadler há 4 meses

A Google está a namorar com as criptomoedas – Será que assistiremos a uma adoção em 2022?

A Google, Apple e Amazon são três das maiores empresas tecnológicas do mundo, mas, até agora, elas têm permanecido hesitantes quanto à adoção da Bitcoin ou de qualquer outra criptomoeda já agora. Nos últimos 8 anos têm-se disseminado rumores, em diferentes canais, e por vezes estes foram inclusive acompanhados pelos media, que uma das três mudaria a sua política.

A Google não adotará as criptomoedas de imediato, mas ainda há algumas notícias positivas sobre a gigante tecnológica e sobre a probabilidade de que a Google mudará as suas políticas no futuro próximo.

Uma nova forma de pagamento

A Google está envolvida em serviços de pagamento, mas ao contrário da solução de pagamento da Apple, a Google não é muito bem-sucedida. Isto levou a uma mudança na estratégia de como a empresa olha para o assegurar da cota de mercado no futuro.

Foi na semana passada que a Bloomberg reportou que a Google contratou Arnold Goldberg. Goldberg foi responsável pelo desenvolvimento estratégico no PayPal. Mas esta nem sequer foi a parte importante. Bill Ready, presidente de comércio e pagamentos divulgou numa entrevista que a Google também está a olhar ativamente para as criptomoedas.

Por ora, acrescentar as criptomoedas como uma opção para transações está fora de questão. Mas o facto de que a Google está a analisar isto é um enorme passo após ignorar a Bitcoin e outras criptomoedas durante anos.

A Google já tem parcerias

A Google tem algumas parcerias que permitem a integração de determinados serviços e cartões de crédito na Google Pay. Entre estas uma com a BitPay, um dos maiores fornecedores de serviços de pagamento na indústria das criptomoedas. Continua por se ver se a empresa utilizará a experiência de Goldberg para desenvolver um serviço de criptomoedas integral no futuro próximo.

O facto de que Goldberg foi anteriormente um funcionário do PayPal impulsionou as esperanças de que a Google poderá oferecer a troca e custódia. Conforme evidenciou o artigo da Bloomberg, a Google também está preocupada em não tornar-se um banco nem em oferecer serviços bancários. Ao invés, esta preferiria conectar diferentes fornecedores de pagamento na sua respetiva plataforma. Isto indica que a Google terá de encontrar um parceiro mais forte se estiver à procura de desenvolver uma plataforma de troca como o PayPal.

No final do dia, isto é tudo especulação. Aquilo que temos é a palavra do Sr. Ready, que disse que assim que os comerciantes e clientes exijam acesso às criptomoedas, a Google acelerará os seus esforços.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app