Escrito por Robert Steinadler há 2 meses

Axie Infinity: a Ronin perdeu 600 milhões de USD num ataque cibernético na semana passada

A semana começou com a Bitcoin a registar um máximo anual, mas ontem as más notícias saíram através do Twitter quando a equipa por detrás da Ronin anunciou que tinham sido atacados por piratas cibernéticos. A perda é imensa com 173 600 Ether e mais de 25 milhões de USDC, o ataque à Ronin é um dos maiores incidentes que a indústria das criptomoedas algumas vez viu.

Como é que isto aconteceu? O que é que sabemos sobre o hacker? E será que as vitimas vão receber os seus fundos de volta?

A ponte Ronin foi drenada na semana passada

A rede Ronin tem 9 nós validadores e insere-se numa configuração de múltiplas chaves, sendo necessários 5 dos 9 nós assinarem uma transação para que esta aconteça. Parece que o hacker conseguiu explorar 4 nós validadores de Sky Mavis e um nó adicional que é executado pela DAO Axie para assinar transações com as suas chaves privadas através de uma backdoor.

De facto, o atacante conseguiu drenar 173 600 Ether e 25,5 milhões de USDC, no valor de sensivelmente 600 milhões de USD, aquando da escrita deste artigo. A Ronin é a sidechain Ethereum que na qual o jogo blockchain Axie Infinity se baseia. A ponte é necessária para transferir ativos entre a Ronin e a Ethereum, por conseguinte, entre o jogo e a Ethereum enquanto principal camada de transação para os utilizadores.

Foi ontem que a equipa noticiou o ataque cibernético, apenas porque outro utilizador estava a tentar levantar 5000 ETH da Ronin. Dado que as reservas de Ether e de USDC foram esgotadas, a transação falhou. Segundo uma publicação de emergência num blogue, todos os tokens AXS, SPL e RON estão seguros e não foram afetados. A ponte Ronin e a DEX Katana estão em baixo por enquanto, até que a situação fique resolvida.

Será que as vitimas serão reembolsadas?

Essa é a pergunta mais difícil de responder neste momento, porque mais de 170 000 Ether ainda estão muito confortavelmente acomodadas na carteira do atacante. Parece que ele enviou somas mais pequenas para várias bolsas internacionais que já comunicaram o seu compromisso em investigar e proteger todos os fundos que conseguirem proteger.

As agências de autoridade, bem como a empresa de análise da blockchain Chainalysis estão no encalce do hacker. O resultado mais comum é que vai ser impossível branquear uma soma tão grande sobre o escrutínio do público e dos investigadores. Isto pode levar a um acordo entre o hacker e a Sky Mavis, resultando provavelmente numa recompensa e impunidade em troca pelas criptomoedas roubadas.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app