Escrito por Robert Steinadler há 3 meses

As criptomoedas têm tudo a ver com liberdade, mesmo em tempos de grave perigo

Os últimos dias foram mais do que preocupantes com um conflito bélico a iniciar-se entre a Ucrânia e a Rússia. Muitas pessoas estão incrédulas perante as imagens que se espalham pelas redes sociais e pelas notícias. É seguro dizer que todos anseiam pela paz e liberdade, não só na Ucrânia, mas também em todo o planeta.

Como é que as criptomoedas podem contribuir para a compreensão entre nações e entre diferentes culturas?

A tecnologia permanece neutra

A Bitcoin foi a primeira criptomoeda e o seu protocolo reflete a ideia básica de todas as criptomoedas. O protocolo é neutro. Este não conhece fronteiras, não conhece nacionalidades e não se interessa com as crenças e perspetivas individuais que cada um tem. Nas criptomoedas, todas as pessoas são verdadeiramente iguais.

Esta igualdade cria o espaço necessário que cada indivíduo precisa para prosperar concedendo acesso a serviços financeiros. Nenhuma entidade neste mundo pode parar a Bitcoin ou capturar ativos sem ter as chaves privadas de alguém ou mudando simplesmente as regras.

Quando todas as pessoas são iguais e é reassegurado que ninguém pode retirar ativos da blockchain à força, torna-se claro o porquê de a criptomoeda também promover a paz. A história demonstra que os conflitos evoluem geralmente sobre coisas que não temos, mas que são capazes de ser retiradas à força. A única força na Bitcoin e nas criptomoedas que segue a mesma ideia é o seu protocolo. Esta reforça que cada participante tem de respeitar os outros indivíduos. Só há uma forma de ganhar algo. Os benefícios mútuos e as partes que concordam umas com as outras.

Soberania individual em tempos de crise

Outro fator quando se trata de uma crise é que a soberania financeira de cada indivíduo pode ser facilmente assegurada utilizando criptomoedas. Tal como o início da guerra demonstrou uma vez mais, assim que há uma crise séria, os bancos limitam o acesso ao dinheiro.

O motivo para estas medidas é bastante simples. Não há dinheiro suficiente no banco. Este não é apenas o caso na Ucrânia, mas também uma realidade na maioria dos países do mundo. Os bancos detêm apenas uma fração das notas quando comparado com aquilo que é devido aos clientes.

A tecnologia blockchain garante que o titular de uma chave privada tem de facto sempre acesso ao que lhe pertence. Sem precisar de um intermediário e com todos os ativos tokenizados, as criptomoedas oferecem estabilidade em termos de acesso a serviços financeiros, inclusive em tempos de crise. Como é óbvio, continua por se ver se o valor de cada ativo de criptomoeda individual permanecerá estável. Alguns analistas ainda acreditam que a Bitcoin é uma reserva de valor ainda melhor do que o ouro, o qual habitualmente aumenta de valor em alturas de incerteza.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app