Escrito por Robert Steinadler há 2 meses

A The Sandbox: a entidade reguladora do Dubai planeia a sede digital

Ter uma embaixada no metaverso não é algo de novo. As empresas, bem como os países, estão bem cientes de que uma representação no espaço virtual pode ser muito promissora. Afinal de contas, muitos analistas acreditam que o metaverso assistirá a um crescimento nos próximos anos e desempenhará um papel vital na Web3 e na economia das criptomoedas no geral.

Como é que o Dubai está envolvido e porque é que a sua autoridade regulatória para ativos digitais está a estruturar uma sede na Sandbox?

A VARA está a entrar no metaverso

A Autoridade Reguladora de Ativos Digitais (VARA) do Dubai anunciou na terça-feira passada que ia estabelecer uma sede no metaverso “The Sandbox”. Segundo o comunicado de imprensa, a autoridade reguladora planeia tornar-se mais acessível para a indústria das criptomoedas entrando no seu próprio ambiente nativo.

Isto é, de facto, uma abordagem única que presta testemunho à abertura do Dubai para com a indústria das criptomoedas. Contudo, também significa que a autoridade teve de comprar parcelas de terreno digital no metaverso e é a primeira na história a fazê-lo.

O reino planeia tornar-se num centro de criptomoedas e preparou um enquadramento legal que se destina a proteger os investidores e utilizadores enquanto fornece transparência quer às empresas quanto aos programadores da blockchain.

O Dubai, os Barbados e a Adidas têm algo em comum

A VARA é, de facto, a primeira autoridade a comprar parcelas de terreno digital, no entanto, o Dubai não é o primeiro país que a pertencer ao metaverso. Barbados escolheu a Decentraland e abriu uma embaixada no ano passado. Parece que está a tornar-se cada vez mais importante para os países abrirem novas formas de interagirem com os indivíduos globalmente.

A Sandbox é um dos espaços promissores na Web3, com muitas parcerias que provocaram bastante agitação no mercado, no ano passado. Entre estas encontra-se a Adidas, que tornar-se-á numa parceira exclusiva do metaverso Sandbox.

No entanto, também há esforços para estabelecer uma experiência cross-chain para os utilizadores. Esta semana, a Star Atlas, que é uma empresa de jogos sediada na Solana, criou um concurso VoxEdit em conjunto com a Sandbox, ligando ambos os mundos pela primeira vez. Os vencedores do concurso serão anunciados em junho e os concorrentes têm até 16 de maio para enviarem os seus contributos. Serão divididos um total de 50 000 tokens SAND entre as principais entradas. Parece que a Sandbox está a ir mais longe e a criar oportunidades mais excitantes enquanto a maioria dos participantes no mercado prefere focar-se na próxima decisão do FED.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app