Escrito por Robert Steinadler há 2 meses

A Solana ficou novamente em baixo – Eis como os programadores planeiam resolvê-lo

A Solana enfrentou várias interrupções de toda a sua rede. O maior incidente fez com que toda a rede estivesse em baixo durante 48 horas. Houve outro que ocorreu a 30 de abril e que a Solana ficou em baixo durante 7 horas. Muitas pessoas acreditam que é absolutamente inaceitável que toda uma blockchain colapse. Esta reivindicação é substancial, dado que a Solana tem um TVL de 6 mil milhões de USD aquando da escrita deste artigo. Os utilizadores não conseguiram interagir com todo o ecossistema DeFi e com os seus ativos enquanto o mercado continuou a avançar.

O que é que os programadores estão a planear fazer e porque é que isto aconteceu em primeiro lugar?

A Solana ainda está na fase beta

A mainnet Solana ainda é considerada como sendo uma versão beta. Dito isto, a 30 de abril, a rede foi inundada com 6 milhões de transações por segundo. Indiscutivelmente, a maioria das blockchains não conseguiria lidar com tanta pressão.

Embora a teoria que ganhou popularidade tenha sido a ideia de que isto foi provocado por um ataque de negação de serviço, a evidência sugere que a elevada quantidade de tráfego foi provocado pela mineração de NFT utilizando o designado programa Candy Machine.

O motivo pelo qual o consenso empancou e a Solana ficou em baixo deveu-se à avaria dos validadores porque estavam a ficar sem memória. Após ficar em baixo, toda a rede precisou de um reinício coordenado.

O que vai mudar no futuro?

As taxas estão finalmente a chegar à Solana. Muitos críticos já evidenciaram que sem a utilização das taxas é mais fácil fazer spam na rede, porque é barato. Os programadores acreditam que a introdução das taxas na Solana não provocará o mesmo efeito como com a Ethereum, dado que há menos concorrência por espaço de bloco. Os programadores da Solana aguardam com expetativa a introdução do seguinte para prevenir falhas no futuro:

  • Prioridade de execução baseada na taxa: os utilizadores têm de especificar uma taxa adicional além da taxa base quando transaciona na Solana.
  • Integração do processamento de transação ponderado pela participação: a Solana está a lidar com transações numa base primeira a chegar é a primeira a ser servida. Isto vai terminar e será substituído por um modelo de participação ponderada.
  • QUIC: a Solana adotará o protocolo incorporado no Google, o QUIC. Isto deveria acrescentar mais opções para prevenir ou pelo menos para mitigar o comportamento abusivo.

Como é óbvio, algumas destas melhorias demorarão tempo até serem implementadas. Após isso ser feito apenas o tempo dirá se mais incidentes podem ser evitados no futuro. A Solana oferece uma taxa de transferência da transação que outras blockchains só conseguem oferecer através de protocolos de segunda camada. Isto faz com que seja única, mas também cria problemas que outras blockchains não têm de enfrentar.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app