Robert Steinadler, há 8 meses

A MetaMask apresenta uma nova funcionalidade de segurança para recuperar fundos

O roubo tem sido um problema nas criptomoedas desde a sua criação. Assim que um hacker tiver ganho acesso a uma carteira ou consiga explorar um protocolo, a criptomoeda torna-se vulnerável. Todas as transações são finais, o que significa que as vítimas não conseguem recuperar os seus ativos. No entanto, esta situação está prestes a mudar, em parte dado que a MetaMask está a estabelecer uma parceria com a Asset Reality.

Como funciona esta parceria e como é que os ativos de criptomoedas que foram roubados podem ser recuperados?

A MetaMask está a proteger os seus utilizadores

A MetaMask é uma das maiores carteiras sem custódia disponibilizadas no mercado e tem mais de 30 milhões de utilizadores ativos por mês. Isto significa que o fornecedor da carteira não tem acesso direito aos fundos do utilizador e que o nível de segurança é determinado pela experiência do utilizador em manusear uma carteira e os riscos associados.

A nova parceria do serviço pretende recuperar fundos roubados rastreando-os. Frequentemente, os utilizadores não sabem a quem recorrer e a capacidade da polícia em lidar com estes casos pode diferir drasticamente consoante o país em que a vítima vive. O novo serviço, por outro lado, estará globalmente disponível e será disponibilizado a todos os utilizadores da MetaMasks.

Uma investigação é o primeiro passo

As vítimas precisam primeiro de apresentar um relatório à MetaMask e de fornecer os detalhes do seu caso. O fornecedor da carteira irá avaliar o caso e passá-lo para a Asset Reality, que além de manter as vítimas atualizadas sobre o estado, também iniciará as investigações.

Isto apresenta algumas vantagens porque muitas vítimas caem frequentemente na mesma burla ou ataque de phishing. O agrupamento dos seus casos promete uma maior probabilidade de êxito quando se coopera com as autoridades internacionalmente. Embora o serviço seja gratuito, vale a pena mencionar que os clientes têm de pagar as taxas de contencioso caso queiram prosseguir com as ações legais.

Artigos em destaque
Quão segura é a Bitcoin?
Bitcoin e Ethereum: quais são as diferenças?
Quatro estratégias comerciais para criptos
Artigos relacionados
A dificuldade da Bitcoin continua a subir

mai 17, 2022

A dificuldade da rede Bitcoin continua a definir novos recordes. Esta continua a subir, numa linha consideravelmente reta. A dificuldade aumentou 30% desde o início de 2022. Isto significa que os mineiros da Bitcoin a nível mundial têm uma capacidade de 30% adicional em termos agregados. Assim sendo, por unidade de poder de computação, eles recebem 30% menos Bitcoin pelo seu esforço. Como é que isso pode ser rentável enquanto o preço da Bitcoin continua a cair?

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +80 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

  • 2525 Ventures B.V.
  • 3014 DA Rotterdam
  • The Netherlands
Mais informação
  • Sobre a LiteBit
  • Carreiras
  • Support
  • Vender
  • Notícias
  • Educação
  • Affiliates
Assine para receber atualizações

Registe-se para manter-se informado através das nossas atualizações por e-mail

Subscrever
Explore moedas populares
© 2023 LiteBit - Todos os direitos reservados