LiteBit

Escrito por Erik Weijers há um mês

Quais são as vantagens das criptomoedas?

Nos primeiros dias das criptomoedas, os meios de comunicação tradicionais equiparavam a tecnologia com pagamentos criminosos, esquemas de pirâmide e a conversa fiada. A cobertura negativa ainda existe, como é óbvio, mas as marés parecem estar, de certa forma, a mudar. Analisemos o porquê de estar na realidade entusiasmados com as criptomoedas. Quais são as vantagens deste novo sistema financeiro em relação ao existente?

Reconhecidos órgãos de comunicação social como o The Economist e o Financial Times reconheceram o importante e bom papel das criptomoedas desde o início da guerra na Ucrânia. As histórias narradas incluíram a do refugiado ucraniano que fugiu para a Polónia com 2 000 $ em Bitcoin numa carteira de hardware. O artigo destaca o quão importante a velocidade das transações com criptomoedas é em situações de guerra, bem como o facto de poder ser peer-to-peer. O Wall Street Journal escreve, “É uma dádiva dos céus num país que precisa de dinheiro e que passa por uma escassez de bancos a funcionar”. Nas palavras da Forbes, “as criptomoedas têm vindo há muito a ser vistas como especulativas e tem a sua cota parte de detratores. Cada vez menos podem agora desafia a sua eficácia”.

Não que precisemos da aprovação dos meios de comunicação tradicionais, mas ainda assim... Utilizemos a cobertura positiva como uma ocasião para mergulharmos nos fundamentos das criptomoedas e no porquê de serem importantes – talvez até essenciais – para uma sociedade honesta.

A palavra-chave: descentralização

Ouvi-la-á uma e outra vez: a Bitcoin é uma rede descentralizada. E, de facto, a Bitcoin é sem sombra de dúvida o protocolo mais descentralizado de entre todos. No outro extremo estão as blockchains que são geridas por um pequeno clube e que só são descentralizadas no nome (“teatro de descentralização”, conforme são ironicamente designadas). Porque é que a descentralização é importante? Porque queremos livrar-nos da situação em que uma autoridade central, como um governo ou empresa, gere o nosso dinheiro ou os nossos dados e podem censurar os mesmos. Todos os outros recursos das criptomoedas estão associados a este aspeto de descentralização.

Critério RIPCORD de Antonopoulos

Os maximalistas (militantes proponentes) de todos os géneros de campos das criptomoedas estão sempre às turras. Embora, em muitos casos, persigam sensivelmente os mesmos objetivos, nomeadamente, promover a inclusão financeira, combater a desvalorização do dinheiro e dar às pessoas a propriedade dos seus ativos digitais.

Quais são as criptomoedas “certas” e quais são as “erradas”? Segundo um dos maiores e primeiros defensores da Bitcoin e das criptomoedas, Andreas Antonopoulos, está fora de questão designar uma criptomoeda como boa e outra como má. Ao invés, ele diz, é melhor olhar para um conjunto de critérios que diferentes moedas cumprem segundo um maior ou menor grau. É um espetro. Antonopoulos lista os critérios no acrónimo RIPCORD.

A criptomoeda em questão cumpre com os seguintes requisitos?

  • Revolucionária: a tecnologia tem o potencial para alterar permanentemente o mundo das finanças, tal como a internet o fez com a comunicação.
  • Imutável: os nossos antepassados diriam: gravado na pedra. As transações são realmente fixas, não podem ser revertidas?
  • Pública: todos os dados das transações estão publicamente disponíveis.
  • Colaborativa: os entusiastas podem trabalhar em conjunto para melhorarem a tecnologia em questão.
  • (Open) Aberta: qualquer um com um telemóvel, independentemente de onde vive, pode participar sem permissão.
  • Resistente: a tecnologia é resistente à censura e à confiscação de ativos.
  • Descentralizada: esta é a principal característica que faz com que todas as outras características RIPCORD sejam possíveis. A tecnologia não está sob o controlo de uma autoridade central, tal como um governo ou corporação?

Iremos analisar os critérios RIPCORD um a um.

Revolucionária

Milhares de milhões dos cidadãos do mundo ainda não têm acesso a uma conta bancária: eles não são suficientemente rentáveis para os bancos. Essas mesmas pessoas têm, no entanto, praticamente todas telemóveis e acesso à internet. Aquilo que as criptomoedas têm de revolucionário é que, em primeiro lugar, este grupo pode adquirir autonomia financeira. Eles já não estão dependentes das notas emitidas pelo seu governo, o poder de compra das quais está sempre a decair.

Mas as criptomoedas também são revolucionárias para as pessoas de países ricos. Se colocar algum do seu dinheiro na Bitcoin, detém algo que não pode ser-lhe retirado por ninguém ou desvalorizado pela inflação. Isso É revolucionário. Do mesmo modo, os NFTs prometem tornar os artistas independentes das entidades estabelecidas no mundo da arte. Eles podem vender as suas criações online e reter os direitos contratuais dos direitos de autor, por exemplo. Os NFTs criam um mercado para tudo o que tem valor cultural.

Imutável

A propriedade que é fixada numa blockchain descentralizada é irreversível, pelo menos é-o em princípio, a propriedade das suas moedas é sua e ponto final. O regime autoritário onde alguém viva pode bloquear a sua conta bancária (o Canadá também o fez, já agora, na altura dos infames protestos dos camionistas em 2022) e pode expropriá-lo da sua terra e da sua casa. Mas tente tirar as Bitcoin de alguém. Boa sorte a tentar pressionar o CEO da Bitcoin – não há nenhum. Na prática, já ocorreu as transações numa blockchain terem sido revertidas pelos fundadores. Com a Ethereum, isto aconteceu recentemente, em 2016. Mas é uma intervenção altamente questionável e pouco habitual. Com a Bitcoin, não é possível porque o protocolo utiliza a prova de trabalho (energia).

Pública

O facto de que o histórico de transações da criptomoeda é registado numa base de dados publicamente auditável (a blockchain) faz com que seja difícil estabelecer jogos políticos nos bastidores. Por exemplo, é incrivelmente difícil para os hackers se safarem com o seu saque de criptomoedas. Isto deve-se ao facto de as agências poderem acompanhar o rastro do dinheiro online. Nunca foi tão fácil “seguir o dinheiro”. Uma forma positiva de abordar isto é que é fácil comprovar que detém algo. Quer fazer uma hipoteca com a sua Bitcoin como garantia? A Bitcoin é “garantia imaculada”.

Colaborativa

A criptomoeda é open source. Qualquer um pode contribuir iniciando o seu próprio projeto de criptomoeda ou propondo melhorias nos projetos existentes. Desde o início, as criptomoedas têm sido um projeto de baixo para cima. Os programadores, bem como os primeiros investidores e jornalistas vinham das “camadas comuns” da população. Não foi um projeto de um governo ou de Wall Street.

Aberta

A abertura aqui significa que a única coisa necessária para entrar é um telemóvel a funcionar. Não precisa de carregar uma cópia do seu passaporte para criar uma carteira de criptomoedas na MetaMask. Isto faz com que o acesso tenha uma fasquia baixa ao invés de ser elitista.

Resistente

O aspeto da resistência da censura relaciona-se com o ponto prévio da imutabilidade. Até as autoridades centrais poderosas não conseguem bloquear ou reverter transações na rede.

Descentralizada

Conforme mencionámos, este é o principal ponto em torno do qual todos os pontos revolvem. Apenas distribuindo o poder é que uma criptomoedas fornece idealmente autonomia (financeira) para todos os habitantes do mundo. O facto de que há dezenas de milhares de nós a executarem a Bitcoin faz com que seja impossível, digamos, um governo matar a rede. O mesmo se passa com a distribuição de mineiros de Bitcoin pelo mundo, os quais asseguram a segurança da rede. Estes não estão todos num só país, o que torna o banimento local irrelevante.

Conclusão

As criptomoedas podem fornecer autonomia financeira a todos. É uma indústria que estabelece a sua fasquia baixa para assumir o controlo do seu respetivo dinheiro e dados. Vai Fazer a Sua Própria Pesquisa? Então é ótimo considerar os critérios supracitados, particularmente a descentralização. A moeda é gerida por um pequeno clube de fundadores ou a governação e a validação das transações estão divididas por um grande número de participantes?

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app