Robert Steinadler, há 7 meses

O que é o Staking? Explicação sobre como gerar rendimento passivo com as criptomoedas

Quando a blockchain Bitcoin ficou disponível para o público em janeiro de 2009, algumas pessoas ficaram a conhecer pela primeira vez o conceito de minerar uma criptomoeda. Avance no tempo, até ao ano de 2022, e a maioria das pessoas já sabe o que é a mineração, além de se saberem que esta requer imensos recursos e, por conseguinte, não é rentável para a maioria dos investidores individuais. O staking, por outro lado, permite que os investidores ganhem rendimento passivo sem investir enormes somas em hardware ou em eletricidade.

O que é o staking? Como é que funciona e como é que pode ganhar rendimentos com o staking? Neste artigo, vamos apresentar-lhe a tecnologia e informá-lo sobre como começar na LiteBit.

O que é o Staking?

O staking refere-se a dois métodos diferentes de participar num consenso da blockchain. A mineração é a atividade associada ao consenso da prova de trabalho. O staking, por outro lado, é associado à prova de participação. Tal como o nome já sugere, para tornar-se num staker deve ser um dos participantes. Neste caso, o termo participar não se refere a uma ação, mas sim a uma criptomoeda ou a um token.

A propriedade de um token ou moeda permite o staking. Algumas blockchains requerem que os stakers detenham um mínimo específico, enquanto outras não o requerem. Habitualmente, os stakers verificam as transações na rede garantindo a validade do próximo bloco com a sua respetiva participação. A ideia básica é que um participante não vá tentar manipular a blockchain porque de outra forma iria prejudicar o seu respetivo investimento.

Mas também há algumas blockchains que optam por mecanismos mais agressivos que trabalham de fundo como o slashing. O slashing é uma técnica que permite que a rede destrua a participação de um staker malicioso.

Observe que, ao contrário da prova de trabalho, há muitas diferentes variantes da prova de participação. Aqui tem alguns exemplos:

  • Prova de Participação Líquida
  • Prova de Participação Delegada
  • Prova de Participação Alugada

Aquilo que todas têm em comum é requererem a participação para participar na produção do bloco, conforme explicado supra.

Como funciona o staking?

Para validar novas transações, uma blockchain com prova de participação precisa de produzir novos blocos. A produção e validação de blocos são realizadas pelos stakers que também são designados como validadores. Para impedir que a blockchain seja manipulada a rede escolhe um validador aleatório.

Conforme explicado supra, em alguns casos o validador tem de participar com um determinado número de moedas. Por exemplo, para tornar-se num validador na Ethereum 2.0 são necessárias 32 Ether, o que equivale sensivelmente a 86 000 euros aquando da elaboração deste artigo.

Assim que o validador tiver sido aleatoriamente escolhido, este confirma o bloco. Caso esteja correto, este é validado e, frequentemente, é revisto por um número limite de outros validadores para ser, por conseguinte, confirmado. Em compensação, o validador escolhido recebe uma recompensa do bloco tal como um mineiro. Ao contrário da mineração, a produção e validação do bloco tornam-se não concorrentes com a prova de participação. Mas há várias blockchains com prova de participação que acrescentam um elemento competitivo, permitindo que os participantes mais pequenos votem num determinado validador. Em retorno, é mais provável que o validador seja selecionado e recompensará quem votou nele, que também são designados de validadores, partilhando a recompensa do bloco com estes caso seja bem-sucedido.

Cold staking vs. Hot staking

Um validador realiza habitualmente o designado hot staking. Isto significa que o validador não só tem de fornecer uma participação mínima, mas também precisa estar conectado à rede com a sua carteira. Dito isto, há, como é óbvio, o equipamento e conhecimento necessários para executar um validador.

A segunda opção designa-se por cold staking e é mais interessante para os investidores individuais. O cold staking requer que delegue as suas moedas ou tokens para um determinado validador. Esta não requer que envie as moedas. Ao invés, o delegante sinaliza simplesmente à rede que está a apoiar um determinado validador com os seus fundos.

O cold staking requer não só menos recursos, mas também é considerado mais seguro. Assim que a participação é delegada, a carteira pode ser mantida offline e a receita é automaticamente recebida.

A diferença entre staking e empréstimo

Conforme já enunciámos, o staking é um componente vital da produção de bloco de uma rede. O empréstimo, por outro lado, é algo totalmente diferente. No espaço das criptomoedas, o empréstimo tanto se refere a determinados protocolos DeFi como ao empréstimo de moedas em bolsas centralizadas para negociar a margem.

O empréstimo nas finanças descentralizadas significa habitualmente que o credor vai receber uma taxa de juro por emprestar as suas moedas ou token, a qual tem de ser paga pelo recipiente do empréstimo. Tanto as recompensas do empréstimo como as do staking são frequentemente calculadas com uma taxa percentual anual. Não obstante, o staking trata-se de gerir a rede e receber uma recompensa em troca e o empréstimo trata-se de ganhar uma taxa de juro ou um empréstimo. Ambos oferecem a opção de ganhar rendimento passivo, mas têm implicações diferentes para o investimento.

Perguntas Frequentes Sobre o Staking

Posso participar as minhas moedas com a LiteBit?

Sim, a LiteBit suporta o staking de várias criptomoedas. Consulte esta página para ver que moedas são atualmente suportadas e que APY rendem.

O staking é seguro?

Sim, participar com as suas moedas com a LiteBit é tão seguro quanto mantê-las na sua carteira LiteBit. Se procurar participar com moedas na sua respetiva carteira, tem de certificar-se de que compreende todos os detalhes técnicos para precaver quaisquer erros. Além disso, o staking é considerado como sendo uma tecnologia segura.

Preciso de ter um determinado número de moedas na LiteBit para o staking?

Não, pode iniciar o staking de imediato com um pequeno investimento. Não há qualquer necessidade de comprar e de deter um limite de moedas.

As recompensas do staking são estáveis?

Isso depende da rede e da sua carga de trabalho atual. A maioria das blockchains tem um mecanismo que aumenta a recompensa quando apenas alguns validadores se encontram ativos e diminui-a se o staking se tornar mais popular. Embora também seja possível haver flutuações, a recompensa permanece relativamente estável durante um período de tempo mais longo.

Artigos em destaque
Quão segura é a Bitcoin?
Bitcoin e Ethereum: quais são as diferenças?
Quatro estratégias comerciais para criptos
Artigos relacionados
O que é um mining rig?

out 27, 2022

Um mining rig é o conjunto de hardware de que precisa para minar criptomoedas. A Bitcoin é o exemplo mais conhecido de uma moeda que entra em circulação através da mineração. A Doge e a Litecoin também são moedas bem conhecidas nesta lista.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +80 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

  • 2525 Ventures B.V.
  • 3014 DA Rotterdam
  • The Netherlands
Mais informação
  • Sobre a LiteBit
  • Carreiras
  • Conta comercial
  • Support
  • Vender
  • Notícias
  • Educação
Assine para receber atualizações

Registe-se para manter-se informado através das nossas atualizações por e-mail

Subscrever
Explore moedas populares
© 2022 LiteBit - Todos os direitos reservados