litebit

Escrito por Erik Weijers há 4 meses

Fãs como a sua editora: as possibilidades dos NFTs da música

Ao contrário das artes visuais, a música não é algo no qual se possa realmente investir. É difícil para os fãs comprarem algo do seu artista favorito que tenha um valor duradouro – e crescente. A introdução dos Tokens Não Fungíveis (NFTs) no mundo da música está a mudar isto. Pioneiro neste campo é o DJ Justin Blau (3LAU), que vendeu o seu novo álbum como NFT aos fãs. Este mês ele lança o Royal: um mercado onde outros artistas podem fazer o mesmo.

O primeiro álbum de 3LAU viu a luz do dia em fevereiro de 2021, nos rails da criptomoeda. O NFT foi vendido por uns assombrosos 11,3 milhões de USD. Uma quantia inesperadamente grande, a qual 3LAU diz nunca ter conseguido ganhar na indústria de música tradicional. Ele vendeu o álbum como uma coleção de 33 NFTs na Dshop, um mercado descentralizado baseado na Ethereum.

Porquê 33 NFTs? Numa entrevista com Raoul Pal na Real Vision, ele explica este conceito como uma leilão classificado: “Em qualquer leilão físico só pode haver um vencedor, a escassez do artigo é cobiçada. No entanto, perde-se toda a vontade dos outros licitadores em pagarem segundo a curva de procura. Assim sendo, disse para mim mesmo, no mundo digital, pode pagar com um pouco e capturar a vontade máxima de todos em pagarem com uma tabela de classificação. Assim sendo, o leilão que construímos tinha 33 prémios. E, consoante a sua posição nos 33, adquiria um conjunto diferente de NFTs do álbum.” Ao que Justin Blau sabia, este foi o primeiro leilão classificado alguma vez organizado.

Os fãs agora também podem ganhar

O motivo pelo qual Justin Blau detém os direitos da sua música e está a emitir NFTs é a sua dessatisfação com a indústria da música tradicional. Nesta, os artistas só recebem cerca de 12% da receita total e o restante fica para os intermediários. No modelo de receita de 3LAU, os músicos adquirem uma cota muito maior. Não obstante, o mais importante neste modelo talvez seja o facto de também ser muito melhor para os fãs de música. Os fãs têm sido tradicionalmente o melhor “representante de vendas” de um artista musical. No entanto, os fãs não ganham nada financeiramente. Isso muda com este novo modelo de receitas. Como bónus não anunciado, os 33 maiores licitadores do álbum de 3LAU recebem cada 1% dos direitos da música do álbum retroativamente.

3LAU: “Mas para onde acho que caminha é que os fãs podem ser a sua editora. Quando os fãs detêm a sua música, eles são agora incentivados de forma totalmente diferente a partilhá-la, além de se sentirem motivados a fazer parte de uma comunidade que é maior do que apenas uma comunidade de consumo. E esse é o princípio por detrás de todos os tokens.”

E há muitas mais possibilidades. 3LAU prossegue: "Imagine poder dar aos seus ouvintes 1% de algo gratuitamente. Dê-lhes a propriedade do que ouvem para o conseguirem."

Royal: a OpenSea para a música

A plataforma Royal de 3LAU conecta os músicos com os fãs da mesma forma que a OpenSea o faz para os artistas visuais (considere a CryptoPunks). No entanto, conforme explicámos, a Royal demonstra que os NFTs podem ser mais do que apenas artigos de colecionador. A principal ideia da Royal é vender a propriedade intelectual, sob a forma de música ou não. 3LAU "Agora, pela primeira vez, um grupo de fãs pode investir na música como uma classe de ativo: o acesso é subitamente democratizado."

3LAU também experimentou com este aspeto da propriedade intelectual: recentemente, 50% dos direitos de propriedade de uma nova música (Worst case) foram oferecidos como NFT a 333 novas contas da Royal, tendo como base quantas recomendações estas tinham efetuado.

Desde a venda do seu álbum como NFT, o telefone de 3LAU tem estado a escaldar com músicos interessados. Algures, nas próximas semanas, a sua plataforma Royal ficará disponível ao público em geral. Ele diz que já tem alguns grandes nomes da indústria da música a bordo.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +70 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app