litebit

Escrito por Robert Steinadler há 5 meses

O que é a Tokenomics nas criptomoedas?

Talvez já tenha ouvido falar do termo tokenomics caso esteja interessado em projetos de criptomoedas que frequentemente não dependem da sua própria blockchain, mas sim de outros fatores motrizes. O termo popularizou-se bastante nos últimos anos e descreve basicamente a estrutura de incentivos que é subjacente a um protocolo blockchain e o seu token.

Se a tokenomics for bem formulada, um token pode prosperar e aumentar de valor. O interesse intenso e o sentimento de mercado são um fator que impulsiona o valor a curto prazo. A tokenomics, por outro lado, foca-se no valor a longo prazo e é, por conseguinte, mais importante para os investidores do que para os negociadores que procuram alcançar lucros num período de tempo muito curto.

Como funciona a tokenomics e como é que esta define o valor de um token?

Tokens utilitários e a economia token

A tokenomics é essencialmente uma combinação das palavras token e economia. Uma criptomoeda como a Bitcoin não depende de nenhuma espécie de economia tokenizada, mas, ao invés, fornece uma moeda que funciona por si só e que mantém o valor devido a esse facto.

Um token utilitário, por outro lado, depende da economia que é criada em torno do token. É por isso que a maioria dos tokens utilitários não tem qualquer uso para a sua respetiva blockchain, nem sequer são projetados como uma moeda. É o incentivo para comprar, manter ou gastar um token que define a sua utilidade e, por conseguinte, o seu valor. Curiosamente, há um par de fatores impulsionadores que comprovaram aumentar o valor, mas, uma vez mais, a tokenomics não está limitada a estas ideias básicas. Qualquer coisa pode desempenhar um papel. Alguns tokens tornaram-se incrivelmente valiosos porque permitem que os detentores participem na governação.

Caso dê uma vista de olhos à Yearn, verá que os tokens valiam mais do que Bitcoin em determinadas alturas da sua existência. O seu caso de uso é que os detentores do token têm o direito de votar no sistema de governação da Yearn. O motivo pelo qual se tornou tão valioso é simples. Os detentores podem votar em como o protocolo distribui recompensas e incentivos. Dado que a Yearn é um agregador de múltiplos milhares de milhões de dólares, estes direitos de voto tornaram-se incrivelmente valiosos.

O valor não reside no token, este é adicionado

É fácil constatar que os tokens utilitários não têm nenhum ou qualquer valor intrínseco. O valor é sempre adicionado por fatores externos. A tokenomics é uma forma de entender melhor a ideia de como e de onde este valor é derivado. Embora seja verdade que basicamente qualquer coisa poderá adicionar valor a um token, há várias métricas que podem desempenhar um fator importante quando considera a tokenomics:

  • Oferta e emissão: habitualmente, os criadores de um token utilização a inflação para aumentar a oferta em circulação até ser atingido um limite ser atingido. As métricas de oferta e de emissão dizem-lhe várias coisas quando se trata de projeções futuras do valor dos tokens, ex. quanta cota de mercado é necessária para alcançar um determinado valor de mercado.
  • Distribuição dos tokens: os tokens são habitualmente distribuídos entre determinadas partes e para determinados fins. Uma percentagem é frequentemente dada para alimentar os investidores, outra cota é para a equipa que desenvolve o protocolo e, frequentemente, também há uma espécie de tesouro para utilizar os tokens para financiar o marketing ou outras coisas que ajudam o token a prosperar.
  • Períodos de bloqueio: estes períodos definem o período de tempo no qual as partes podem aceder às suas alocações. Tipicamente, os investidores iniciais têm de aguardar um ano, ou mais, até que os seus tokens fiquem disponíveis e possam ser vendidos no mercado secundário.

As métricas descritas supra estão a acrescentar valor por controlarem a oferta e distribuição disponível entre os grupos de interesse e as suas opções de venderem a sua participação no ponto mais adiante no tempo. Contudo, também há métricas que são importantes e que frequentemente entram em jogo assim que um projeto começa a fornecer serviços ou produtos na blockchain:

  • Taxa de queima: muitos tokens fizeram uso de uma espécie de programa de recompra e queima. O que significa que a receita é utilizada para recomprar tokens no mercado secundário e destruí-los para encolher a oferta ou, pelo menos, reduzir a inflação que é provocada pela emissão.
  • Participação e ROI: também é muito comum adicionar valor participando ou reinvestindo tokens de alguma forma. Isto permite que os investidores ganham rendimento passivo que é frequentemente financiado pela taxa de emissão do token.
  • Comunidade: muitos tokens dependem da comunidade que se reúne em torno dos produtos ou serviços. Em alguns casos, todo o token trata-se da própria comunidade. Pense nos tokens meme, eles não oferecem nenhum aspeto utilitário, mas sim uma afiliação ao meme. Noutros casos, a comunidade é a parte mais vital do token utilitário. A ApeCoin é um desses exemplos, onde a propriedade do token permite que a comunidade participe no ecossistema NFT da BAYC.

Perguntas Frequentes Sobre a Tokenomics

Os tokens utilitários são os únicos tokens que dependem da tokenomics?

Não, mas não há qualquer distinção estrita. Um NFT também pode ter tokenomics. Pense na STEPN ou na ApeCoin. No entanto, em ambos os casos há algum tipo de utilidade adicionada, inclusive se a tokenomics se aplicar parcialmente aos NFTs. Os tokens que são considerados como sendo valores mobiliários também são impulsionados pela tokenomics.

Que métricas garantirão o sucesso de um token?

Não há nada que se assemelhe a uma fórmula que garantirá o sucesso de um projeto. A mesma tokenomics que levará o projeto A a um enorme sucesso pode não conseguir fazê-lo caso seja simplesmente copiada ou aplicada para o projeto B.

A tokenomics é o único fator que é importante?

Não, um projeto pode prosperar devido à sua tokenomics, mas não depende necessariamente desta. Um exemplo é o token Omicron. Quando o termo tornou-se popular, os bots compraram o token e o preço explodiu por um período muito curto. Como pode constatar deste exemplo, o interesse exorbitado ou o sentimento do mercado podem ser um fator impulsionador enquanto a tokenomics desempenha ou papel muito pequeno, ou inexistente, no sucesso de um token. O sucesso a longo prazo, por outro lado, está frequentemente associado à tokenomics e é mais importante do que fatores que provocam um efeito a curto prazo.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +80 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app