litebit

há 2 meses

A inflação está a subir e Jordan Peterson está interessado na Bitcoin

Jordan Peterson comprou Bitcoin. Isto foi revelado recentemente através do Twitter após Peterson ter convidado Saifedean Ammous para o seu podcast. A tecnologia da Bitcoin e a utilização que tem para a humanidade foram revelações surpreendentes para Peterson, que discutiu brevemente a Bitcoin com Ammous. Parece que o autor do “Bitcoin Standard” conseguiu convencer Peterson até ao ponto deste decidir comprar mais Bitcoin.

Mais celebridades estão a demonstrar interesse

Foi apenas recentemente que o CEO da Apple Tim Cook revelou numa entrevista que detém criptomoedas no seu portefólio. Só podemos especular que criptomoedas o Sr. Cool detém e quanto investiu. O mesmo pode ser dito sobre o professor Peterson, com a ligeira diferença de que temos motivos para acreditar que ele detém Bitcoin e que detinha algumas antes do programa.

Com cada vez mais pessoas do interesse público a envolverem-se, a legitimidade da Bitcoin aumenta exponencialmente. Não que esta não fosse legítima antes de estes terem entrado na festa, mas é certo que tem sido vista como altamente especulativa e arriscada pelo público em geral. Os dados demonstram que isto já mudou e com mais pessoas a utilizarem o seu alcance para defenderem a Bitcoin, a situação inverter-se-á eventualmente por completo.

A inflação está a subir

Outro motivo pelo qual a BTC está a tornar-se mais atrativa para as massas é o facto de a inflação estar a crescer. Os EUA enfrentaram uma inflação de 6,2% em outubro último, a maior dos últimos 30 anos. Os motivos por detrás desta são o aumento dos custos de energia e as interrupções nas cadeias de abastecimento.

Embora a inflação tenha sido discutida pelos principais políticos como sendo temporária, parece que o fenómeno está aqui para ficar um pouco mais. A maioria dos países europeus está a enfrentar exatamente a mesma situação dos Estados Unidos. A única coisa que difere ligeiramente são os números com os quais cada país tem de lidar.

Por exemplo, a Alemanha assistiu a uma inflação de 4,5% em outubro, e esta foi a maior taxa, não em 30, mas em 28 anos. Com a inflação a subir, muitos Bitcoiners veem o seu ponto de vista a ser validado. Eles culpam a criação maciça de novo dinheiro como a principal causa para os problemas económicos. Esta crítica ignora uma grande parte das circunstâncias durante a crise provocada pelo coronavírus e o respetivo impacto económico.

Caso seja verdade que a Bitcoin é um colateral eficaz contra a inflação, então todos iremos descobrir mais cedo do que o previsto. Alguns analistas preveem não só que a inflação durará mais tempo, mas também que terá uma maior taxa.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +60 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app