litebit

há 2 meses

A China bane as criptomoedas – Eis porque é que isto não é um problema de todo

O governo chinês baniu repetidamente as criptomoedas e atividades relacionadas nos últimos sete anos. À primeira vista, pode parecer uma espécie de brincadeira, porque banir algo todos os anos parece-se mais uma mania do que uma abordagem reguladora. Mas embora os veteranos das criptomoedas continuem a criar piadas e memes envolvendo mais outra proibição, os eventos recentes abalaram os mercados.

O que aconteceu, e porque é que isto não é um problema para a Bitcoin ou para as criptomoedas num todo?

Repressão da China sobre as criptomoedas

Em maio de 2021, o mercado das criptomoedas enfrentou uma grave queda após o governo chinês aplicar um par de regras que baniam eficazmente a mineração da Bitcoin em todo o país. Os efeitos desta ação foram bastante óbvios. A taxa de hash decresceu e muitas empresas que lidavam com a mineração e serviços de criptomoedas tiveram de ser realojadas. Após um par de meses, estas descobriram novos países a partir dos quais poderiam operar. Os locais mais dignos de nota são o Cazaquistão, o Irão e vários países na América do Sul, bem como os EUA.

A repressão de maio atingiu os mineradores, e sem qualquer dúvida, o mercado foi incomodado pelo êxodo de mineradores chineses. Mas também há uma lição a aprender com esta queda. Num curto período de tempo, a rede Bitcoin recuperou. Isto não foi o fim, mas uma mera alteração. O mesmo aplica-se ao preço da Bitcoin. A queda de maio foi devastadora, mas o mercado recuperou desta, mesmo embora estivesse a negociar dentro de um determinado intervalo durante pelo menos dois meses.

Repressão reguladora parte II

Com os mineradores banidos, só havia um grupo de negócios em particular para os reguladores chineses almejarem. Tornou-se claro em maio que a negociação de criptomoedas seria o próximo alvo de uma repressão reguladora.

A 24 de setembro, o Banco Popular da China (PBC) publicou outro documento notável que não surpreendeu ninguém, mas que ainda assim teve um impacto considerável. Desta vez, o PBC focou a sua atenção nas bolsas de criptomoedas que operavam na China ou serviam clientes chineses. Com este passo, nada mudou na realidade. Muitas bolsas na indústria deixaram de servir clientes chineses há muitos anos, porque tinha-se tornado claro que o governo não é exatamente a favor das criptomoedas.

O efeito será muito provavelmente o mesmo da proibição da mineração de Bitcoin. As bolsas asiáticas procurarão um novo local para darem continuidade ao seu negócio caso ainda não o tenham feito no passado. Assim sendo, aquilo que esta proibição fará é que provavelmente mais negócios irão mudar-se para Singapura.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +40 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app