litebit

há um mês

A atualização Altair – O próximo passo para a Ethereum 2.0

A cadeia beacon da Ethereum iniciou-se em dezembro de 2020, e embora muitos tenham visto isto como o início da Ethereum 2.0, isto foi, de facto, apenas o início. A Ethereum 2.0 não é apenas uma atualização, mas sim uma transição cuidadosa e lenta entre a “antiga” blockchain comummente designada por ETH1 e a novíssima blockchain ETH2 que introduzirá a prova de participação.

Em que ponto se encontra a Ethereum 2.0, e quando é que testemunharemos o derradeiro ato da longa jornada de um ano da Ethereum rumo a um novo modelo de consenso e sharding?

A Altair preparará a cadeia beacon

A última atualização da Ethereum designou-se London e decorreu no início de agosto deste ano. A London introduziu a EIP-1559, que alterou a estrutura das taxas da Ethereum. Embora a London estivesse a preparar a ETH1, a próxima atualização, designada Altair, preparará a ETH2.

A cadeia beacon já está a ser executada e funciona totalmente aparte da ETH1, a blockchain Ethereum de facto. A uma determinada altura, ambas têm de fundir-se, e durante este processo, haverá uma atribuição de novas funções. A cadeia beacon (ETH2) tornar-se-á a nova camada de consenso, e a blockchain atual (ETH1) tornar-se-á a camada de execução.

A Altair é um marco importante antes de iniciar a fusão e atingir o primeiro, e talvez mais importante, passo da transição da Ethereum da prova de trabalho para a prova de participação.

O slashing é introduzido

Prevê-se que a Altair tenha início a 27 de outubro no epoch 74240 e também introduzirá o EIP-2982. A Ethereum 2.0 dependerá dos designados validadores, os quais terão cada de bloquear 32 Ether para participarem nessa função e validarem transações. Em troca, os validadores receberão uma recompensa similar à dos mineiros. Mas o que acontece se um validador foi injusto ou estiver inativo?

Para certificar-se de que ninguém sai do seu posto de trabalho, a EIP-2982 está a introduzir o slashing. O slashing punirá validadores desonestos e reassegura que a receção de uma recompensa não é o único incentivo. Com o slashing, todos os validadores também têm algo a perder, porque estes perdem agora inclusive dinheiro caso optem por agir maliciosamente.

O que se segue?

Com a Altair a iniciar-se no final de outubro, prevê-se que a fusão entre a ETH1 e a ETH2 poderá acontecer no início do 1ºT. de 2022. Um arranque bem-sucedido da prova de participação seria muito bullish para a Ethereum, mas não seria o final da viagem.

Ainda seria necessário muito tempo para introduzir o sharding e ativar os primeiros 64 shards. Cada shard executará as suas aplicações e interagirá com a camada de consenso, o que aumentará a quantidade e a velocidade das transações. O desenvolvimento e a testagem poderão decorrer até ao ano de 2023.

Afinal, a Ethereum 2.0 vai tornar-se uma realidade? Sim, vai, mas será necessário algum tempo até que esteja totalmente concluída.

Negocie a qualquer hora e em qualquer lugar

Melhore o seu impacto de negociação e tempo de reação em +40 criptomoedas através do acesso instantâneo ao seu portifólio com o app LiteBit.

download app